sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Mais um pouco de nostalgia...

É, pra não deixar novembro passar em branco, o Macagnan resolveu descarregar umas fotos que tinha no celular feitas em uma visita ao Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul. Eram equipamentos que fizeram parte da história daquele órgão. Junto com esses diversas máquinas de escrever mecânicas e elétricas, apontadores de mesa, calculadoras de mesa, documentos e cópias de reportagens em jornais antigos sobre o Tribunal de Contas. E como o Macagnan não perde a chance de registrar algo raro ou diferente, vamos às fotos:

Este é um gravador de rolo marca Akai modelo 1721W, adquirido em 27 de dezembro de 1973 segundo a etiqueta na foto. Este utilizava uma fita idêntica às usadas nas fitas cassette porém mais largas e enroladas em carretéis.



Essa CPU possivelmente era um servidor rodando o sistema Unix (precursor do Linux). Comparado com os computadores de hoje, este apresenta uma configuração muito modesta, conforme ficha fotografada.

Para quem não acreditava que eles existiram, está aí na foto para quem quiser ver (o Macagnan viu pessoalmente): um disquete de oito polegadas. É aquele disquete no envelope vermelho, fabricado pela BASF. O disquete de envelope azul é um de 5 1/4" que foi "aposentado" quando o disquete de 3 1/2" se popularizou.





Este é, conforme a etiqueta, um "fichário rotativo eletro-mecânico", ou seja, como se fosse bandejas dentro de um gabinete que são mostradas ou recolhidas através do giro de um motor. Para selecionar qual bandeja deve ser mostrada, há um painel com botões numerados que fazem a seleção da bandeja desejada.

Bom, pessoal. Por hoje é só! Até a próxima!
Google+