quarta-feira, 7 de julho de 2010

Tradições familiares e árvore genealógica

Você conhece a história da sua família? Sabe quem era seu bisavô, tataravô, de onde eles vieram? Se a sua resposta a essas perguntas é SIM, parabéns! Você é um "repositório da memória de uma família". Já pensou em deixar registrado para a posteridade tudo que você sabe sobre sua família? Já se a sua resposta é NÃO, a sua história pessoal e a de sua família podem estar se perdendo para sempre da face da Terra. Que tal começar uma pesquisa e deixar registrado tudo sobre sua família?

Quando se fala em resgatar  a história de uma família, uma das primeiras coisas que se pensa é na arvore genealógica. Para quem não conhece, árvore genealógica é a representação estruturada dos componentes de uma família, seus ascendentes e descendentes. Veja um exemplo simples de árvore genealógica no site SmartKids. Agora, se você precisa de algo mais completo (e complexo também), existem programas de computador que podem lhe auxiliar nesta tarefa. A maioria deles são programas pagos mas, see você é um "Durango Kid" da vida como o Macagnan, existem alguns programas "de grátis". Um bom exemplo é o programa Simple Family Tree: é pequeno, leve e grátis. Pena que só exista a versão em inglês do programa mas, quando se pega o jeito de trabalhar com ele, o idioma estrangeiro não atrapalha mais.

Além da árvore genealógica, existem algumas tradições características de cada família, um jeito de ser diferenciado das demais. Na família do Macagnan, uma das tradições está ligada à conservação da memória histórica da família. Inicianda pelo tataravô, filho mais velho daquela geração que carregava o sobrenome, a cada filho nesta condição (mais velho de uma geração a portar o sobrenome Macagnan) e casado, cabia-lhe o direito de ter um quadro onde era retratado junto com sua esposa e assim sucessivamente os primogênitos ou varões (cada filho mais velho que portasse o sobrenome).

Assim ficou a linha sucessória do Macagnan:

Ana Vigne e Silvestre Macagnan 

Josefina Zanatta e João Macagnan


Wilma Magagnin e Santo Macagnan


Nair Delazeri e Ivani Francisco Macagnan

Agora falta só o quadro do Macagnan e da esposa. Um dia desses, quando a grana permitir, o quadro será pintado...

E a sua família, tem alguma tradição interessante? Conte para nós aqui nos comentários!

Bom, pessoal! por hoje é só! Até o próximo! 

PS: Não confundam a palavra genealógica com ginecológica. Tem uma enorme diferença entre elas!

3 comentários:

  1. Ei, pera aí eu não casei ainda. Quem casou foi o nono Santo Macagnan, o segundo ta aqui vivo.

    ResponderExcluir
  2. Ôps, falha nostra! Já corrigido! Obrigado, mano!

    ResponderExcluir

Google+