sexta-feira, 7 de maio de 2010

Hey! Let´s Disco!

O coração do Macagnan é Disco Dance! Não sei explicar a minha fascinação por esse ritmo que já era sucesso antes mesmo do Macagnan nascer (tô velho, hein?) mas ainda é um ritmo que me atrai apesar de não saber dançá-lo. Talvez haja algo de mágico nas batidas ritmadas do bumbo, no contratempo do cymball, talvez o toque de humanidade na música. Sim, pois nesta época a maoir parte dos sons eram feitos por músicos de carne e osso: bateristas, baixistas, instrumentistas, cantores, tecladistas (talvez os mais próximos da tecnologia eletrônica). O ou os cantores tinham muito menos recursos para corrigir defeitos na voz do que os modernos estúdios de gravação de hoje. Talvez a corrida crescente por recursos eletrônicos e digitais tenha nos dado recursos e nuances incríveis, levando a música a tal patamar quejamais seria alcançado somente com instrumentos e recursos .acústicos. Por outro lado a música feita desta forma perdeu aquela "personalidade", aquele "jeitinho especial" que o cantor colocava na interpretação ou aquela "batida diferente" que o baterista tinha e que destacava o grupo dos demais.  Perdeu o toque humano. Quer fazer uma experiência? Tente  ouvir uma meia dúzia de músicas disco, se possível com um fone de ouvido de boa qualidade (não venha com aqueles fones de R$ 1,99 made in China, tá?) e procure prestar atenção nos detalhes, nas nuances da música, procure os detalhes do som. Depois faça o mesmo exercício com algumas músicas "da hora". Certamente você irá perceber o que o Macagnan quer dizer: ao perder-se o "toque humano" da música, a mesma se torna algo frio, repetitivo e previsível. Certamente alguns dirão que o Macagnan "parou no tempo", que "isso é música do tempo da minha mãe e do meu pai" e por aí afora. Para estas pessoa o Macagnan diz: "Se todos gostassem de novidades e esquecessem o velho, não existiriam museus, colecionadores, raridades e nem a própria história da humanidade seria conhecida por nós". Mas como gosto é algo estritamente pessoal e particular, não entraremos em conflito aqui. Para quem quiser se aventurar no mundo da Disco Dance, segue uma listinha de indicadas pelo Macagnan (as preferidas, é claro):
  • Abba - Dancing Queen, The Winner Takes It All
  • Andrea True Connection - More, More, More
  • Barry Manilow - Copacabana
  • Bee Gees - Stayin' Alive, Jive Talking, Night Fever, More Than a Woman...
  • Billy Paul - July July July
  • Candy Station - Young Hearts Run Free
  • Carl Douglas - Kung Fu Fighting
  • Dan Hartman - Instant Replay
  • Dee D. Jackson - Automatic Lover
  • Gloria Gaynor - Can't take my eyes off you, I am What I am, I Will Survive...
  • KC and The Sunshine Band - That´s The Way I Like It, Keep It Coming Love...
  • Kool and The Gang - Ladies Night, Celebration...
  • Patrick Hernandez - Born to Be Alive
  • Santa Esmeralda - Don't Let me Be Misunderstood
  • Sylvester - You Make Me Feel (Mighty Real)
  • Tavares - Heaven Must Be Missing An Angel, More Than a Woman
  • The Village People - YMCA, Macho Man, In The Navy, You Can't Stop The Music...
  • Yvone Elliman - If I Can't Have You
Lembrando que esta é uma lista básica, para você ir conhecendo a Disco Dance. Ou se você já a conhece, para matar as saudades.

Perguntinha técnica: Já clicou no globo em frente à lista? Tem uma surpresa ali...

Bom, pessoal, por hoje é só! Até a próxima e Feliz Dia das Mães!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+