quinta-feira, 22 de abril de 2010

Os perigos que nos rondam

Que os perigos existem é indiscutível. Desde a época das cavernas que o homem tem procurado se defender de seus semelhantes, defender suas posses do "alheio". Passando pela Idade Média até os dias de hoje, a palavra "segurança" é presença constante em nosso vocabulário. Criaram-se mecanismos para garantir a integridade da propriedade individual ou coletiva. Com o nascimento da Era da Informática, o conceito de segurança teve de ser revisto pois já não mais se ameaçava a propriedade física. Surgiu a necessidade de se proteger aquilo que não se pode roubar fisicamente, não se pode pegar com as mãos (ou com os pés, se for um macaquinho ensinado...).


E como para cada progresso de um lado se segue um progresso de outro, ao mesmo tempo em que se desenvolvem novos meios de proteger, se desenvolvem novos meios para "derrubar" esta nova proteção, usando-se inclusive de meios que se aproveitam de certos estados de espírito ou situações da vítima.

Recentemente recebi um e-mail relatando dois modos pelos quais muita gente já teve sua segurança ameaçada. Transcrevo-os aqui para que sirvam de alerta a todos e, se puderem, repassem a todos:

"CUIDADO em BARES, RESTAURANTES, IGREJAS  e outros locais de encontros coletivos.

Vejam: Você e seus amigos ou familiares estão num bar ou restaurante, batendo papo e se divertindo. De repente chega um indivíduo e pergunta de quem é o carro tal, com placa tal, estacionado na rua tal, solicitando que o proprietário dê um pulinho  lá fora para manobrar o carro, que está dificultando a saída de outro carro. Você, bastante solícito vai, e ao chegar até o seu carro, anunciam o assalto e levam seu carro e seus pertences, e ainda terá sorte se não levar um tiro... 
Numa mesma noite, o resgate da Polícia Militar atendeu a três pessoas baleadas, todas envolvidas no mesmo tipo de história. O jeito, em caso semelhante é ir acompanhado! Chame alguns amigos para ir junto, e de longe verifique se é verdade.

Isto também pode acontecer, quando se está na igreja, supermercado ou em outros locais de encontros coletivos.

 NOVA MODALIDADE DE ASSALTOS A VEÍCULOS
Imagine que você vai para o seu carro que deixou estacionado bonitinho, abre a porta, entra, tranca as portas para ficar em segurança e liga o motor. Você não faz sempre assim?  Entretanto, olhando pelo espelho interno, você vê uma folha de papel no vidro traseiro, que te bloqueia a visão. Então, naturalmente, xingando quem colocou um maldito anúncio no seu vidro traseiro, você põe o carro em ponto morto, puxa o freio de mão, abre a porta e sai do carro para tirar o maldito papel, ou o que seja que esteja bloqueando a sua visão.
Quando chega na parte de trás, aparece o ladrão, vindo do nada, te rende, entra e leva o seu automóvel com a chave na ignição, o motor que estava ligado (se tiver bloqueador já vai estar liberado), com a sua carteira, documentos e o que mais houver lá. Assim, se houver alguma coisa bloqueando a sua visão, não desça do carro. Arranque o seu veículo usando os espelhos retrovisores externos, espere e desça em outro local, mais à frente, com total segurança" (Nota do Macagnan: ou então use o sistema antirroubo da foto, para garantir...)

E isso é apenas uma pequena amostra da criatividade dos "alheios". Se você sabe de algum outro método, descreva nos "Comentários".

Bom, pessoal, por hoje é só. Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+